quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Inscrições abertas para as Oficinas do VI Festival de Contadores de Histórias. Participe!!!

OFICINAS DO FESTIVAL DE CONTADORES DE HISTORIAS.

Ø  Período de Inscrições : de 02 a 25 de setembro : R$ 40,00 cada oficina,  após esta data será R$ 50,00.

Ø  Contadores de historias e Professores terão  desconto:  R$ 30,00 até 25 setembro, após  esta data será cobrado R$ 40,00.

Quanto ao pagamento poderá ser na Biblioteca – Rua dos Andradas 736 -5ª andar da Casa de Cultura Mario Quintana ou através de deposito bancário na Conta da Associação Amigos da Biblioteca Lucilia Minssen: Banrisul- Agencia 0839 – conta nº 41.852295.0-0

Solicitamos que após efetuarem o pagamento nos informe por telefone ou e-mail e tragam o documento no dia do evento  quando forneceremos o recibo.

 

DIA 09 OUTUBRO – QUARTA-FEIRA

 9h30 as 12h30: JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DO CONTADOR DE HISTÓRIAS

Local: Sala C2 – 2º andar da CCMQ

Ministrante: Juliana Offenbecker  -SÃO PAULO/SP

Juliana é   Arte-educadora graduada na UNESP , contadora de historias e  Atriz  Cursa Pós-graduação em “A Arte de Contar Histórias : abordagens poéticas, literária e performática. Fundadora da Cia. Conto em Cantos. Recebeu  PREMIO FEMSA 2010 pela pesquisa realizada nas comunidades ribeirinhas do Amazonas e Pará. Contadora de histórias desde 2001 realizando apresentações em feiras e vários espaços culturais e também  ministrante nos cursos de pós-graduação  em  Narração de história e de teatro para crianças e adolescentes.

Proposta:  Os jogos teatrais são utilizados na formação de atores e não atores e podem ser aplicados a diversas idades e finalidades. Desenvolvem a livre expressão da imaginação criativa dos jogadores, pois são baseados na solução de problemas, na improvisação e na relação com o outro. A partir dos jogos teatrais vivenciamos novas maneiras de nos expressar, inventar, sentir e pensar, possibilitando uma maior expressividade e a utilização de novos recursos no ato de contar uma história.

 

 

DIA 09/10- 9h30 as 12h30 –  HISTÓRIAS ENTAPETADAS

Local: Sala Lili Inventa o Mundo – 5º andar da CCMQ

Ministrante: Julia Mª Rodrigues é pedagoga, narradora de histórias, artesã e apresentadora do programa televisivo: “ERA UMA VEZ...” da UNISULTV. Formada em pedagogia e pós-graduada em Educação Infantil e Mídias na Educação, é professora e  diretora de CEIs e coordenadora pedagógica.Como artesã produz recursos visuais para contação de história em: feltro, EVA, biscuit, papelão e material alternativo.

Proposta:  A oficina visa proporcionar a confecção de um tapete de contação e recursos visuais (personagens) com materiais de baixo custo para encantar o contador e os ouvintes , com histórias clássicas e inéditas . Visando ampliar o repertório literário dos cursistas, bem como as habilidades artísticas oferecendo-lhes instrumentos artesanais para confeccionarem um “tapete contador” e outros recursos visuais para o ato da contação de histórias.

Relação dos materiais  necessário aos alunos  para a oficina: 4 mt de viés; 2 bastões de cola quente; agulha para bordar; 1 mt de TNT azul ou verde; 1 mt de tecido para o fundo do tapete( pode ser usado: toalha, colcha, retalho...); 20 cm de feltros ou outros tipo de tecido( que tiver em casa) nas cores: verde, amarelo, marrom, azul e retalhos coloridos; botões coloridos( ou aviamentos que tiver).

 

 

Dia 09/10: 14h às 17h: JORNAIS QUE CONTAM

Local: Sala Lili Inventa o Mundo – 5º andar da CCMQ

Ministrante:  Camila Puntel & Roma Julia-  Jaboatão dos Guararapes/ PE

Camila é formada no curso de contação de histórias do Espaço Zumbaiar (PE).   Idealizadora  e coordenadora do Festival de Contação de Histórias de Recife.   Realiza contações na livraria Saraiva entre outros eventos culturais  de Recife . É fundadora e diretora do grupo O Tapete Voador.Roma Julia:  Artista vinculada aos diversos campos das artes cênicas, educação social  e  educadora social infantil. Integrante do grupo Repertório de Teatro do SESC Casa Amarela.   Trabalha no grupo O Tapete Voador, como  contadora de histórias e produtora. Realiza contações na livraria Saraiva;  em eventos culturais pela cidade de Recife.

Proposta:  Trabalhar de forma divertida e dinâmica, a arte da contação de histórias, utilizando-se, para tanto, de material reaproveitável como o jornal para a criação de personagens. Dessa forma, os participantes Entrarão em contato com o universo de diferentes artes: contação, leitura, imaginação e artes visuais.

 

Dia 09/10: 14h30h às 17h30: CIRANDA DE BRINCADEIRAS .  

Local: Sala C2 – 2º andar da CCMQ

Ministrantes: Elcio Rodrigues e  Laruama Alves. Cia Prosa dos Ventos . São Paulo.

Laruama é Atriz, Musicista e Contadora de histórias, integrante da Cia Prosa dos Ventos, desde 2007, é formada pelo Conservatório Dramático e Musical  pela Escola Livre de Teatro de Santo André.Como Contadora de Histórias, participou do projeto escola da prefeitura de Piracicaba, conta histórias no projeto da Livraria Cultura Contos e Cantos, nas unidades do Sesc de São Paulo e interior, participou do programa Quintal da Cultura, na TV Cultura contando histórias.

Élcio é Ator e Contador de histórias, integrante da Cia Prosa dos Ventos. Desenvolve um trabalho de Narração de Histórias em diversos SESCs, bibliotecas, escolas,  livrarias, etc. Nos anos de 2013/12, participou do II e III Festival de Contador de História do CCBB. Ainda como contador, participou do programa Quintal da Cultura, na TV Cultura. Durante quatro anos contou histórias no projeto chamado “Clowntadores de Histórias” no Hospital Beneficência Portuguesa.

Proposta: Aa palavra brincar não se traduz apenas em um objeto,seu significado é bem mais amplo. Brinquedo é tudo que envolve o brincar. A roda, o jogo,a cantiga. E a Ciranda é um brinquedo, porque faz a gente brincar. Aquela brincadeira de roda que une as mãos e envolve a afetividade, faz a inclusão social da criança no meio em que vive! Uma hora de muita alegria, onde cantigas esquecidas e coreografias divertidas são transmitidas para todos osparticipantes da oficina.

 

DIA 10 DE OUTUBRO – QUINTA –FEIRA

 

9h30 as 12h30: EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS.

Local: Sala C2  – 2º andar CCMQ

Ministrante: Danilo Furlan.     Maringá /Paraná

Danilo é Graduado em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá , bonequeiro, contador de histórias, diretor da Cia Manipulando Teatro de Animação e produtor de eventos nestas áreas. Atuou em vários  espetáculos e participou de festivais , como o Filo (Londrina), o Festival Espetacular de Teatro de Bonecos de Curitiba e a Feira do Livro de Porto Alegre.

Proposta: Possibilitar novos caminhos no processo da contação de histórias a partir de atividades práticas e de exercícios  será proposto experimentar sensações e sentimentos importantes no ato de contar história. Criaremos um material fácil e prático para ilustrar a contação de história.

 

 

9h30 as 12h30: ENTRE LIVROS E FRALDAS: CONTANDO HISTÓRIAS PARA   PRIMEIRA INFÂNCIA.

Local: Sala Lili  – 5º andar CCMQ

Ministrante: Rute  Beserra -  São Paulo /SP

Rute é Pedagoga habilitada em Administração Escolar. Especializada em Alfabetização de Adultos e Crianças. Coordenadora Pedagógica. Contadora de História de Literatura Infanto Juvenil. Pós-graduada no curso: Práticas e Vertentes do Ensino Aprendizagem da Língua Portuguesa e da Literatura.

Proposta:  Contar histórias, cantar cantigas de ninar e conversar carinhosamente com o bebê, desde o início de sua vida é uma tarefa que ajuda a formar vínculo saudável entre o recém-nascido e o seu meio. Esta pode ser facilitada com essa atividade simples e de extremo acolhimento. O trabalho com Histórias para crianças dessa faixa etária deverá ser bem lúdica, bem leve.

Lista de Materiais do aluno  para oficina: folhas de sulfite, lápis de cor, tesoura sem ponta e barbante.  Alguns brinquedos e bonecos(a), livro de pano, livro com gravuras grandes .

 

14h às 17h: O JOGO DRAMÁTICO E A IMPROVISAÇÃO NA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA.

Local: Sala Lili  – 5º andar CCMQ

Ministrante: Marcinha Moureira . Tupã/SP

Marcinha é professora, arte educadora e contadora de histórias com Licenciatura  em   Letras , Pedagogia  e Artes Visuais e pós graduada em  arte e educação. 

Proposta: A oficina será baseada em jogos dramáticos e exercícios de improvisação, dando condições para  que os participantes possam adquirir  as habilidades que os jogos teatrais dispõem, tornando-os  mais desinibidos, criativos e  comunicativos.

 

Um comentário:

Anônimo disse...

por favor onde encontro a programção do encontro, quais historias, horários, quais contadores?